No Worries

Por Adriana Mattar

No worries, sem preocupações. É assim que eles respondem para quase tudo que pedimos. Virou o meu mantra e o nosso brinde durante as duas semanas que passei lá com a minha família.

Visitar a Nova Zelândia faz a gente perceber como a terra é redonda mesmo. Olhar o vasto horizonte de mar azul turquesa me trouxe uma nova perspectiva do nosso planeta.

Parece cenário de filme. Achei uma boa ideia percorrer de carro as duas ilhas e conhecer todas as diferentes paisagens. As estradas são lindas.

Pegamos também avião no meio e o famoso trem que atravessa a ilha.

A simpatia do povo é impressionante e dá vontade de viver aqui nesse pedaço de mundo perfeito, onde as pessoas não trancam suas casas nem seus carros e sempre nos recebem com um sorriso acolhedor.

Bay of Islands

Auckland

Christchurch

 

Franz Josef

Adorei nosso hotel aqui no meio de uma floresta, onde somos recebidos por índios Maoris: Te Wanoui.

Foi o meu preferido da viagem. O ponto alto da cidade é fazer a caminhada no glacier que se acessa apenas de helicóptero.

Mas isso é para os valentes. Eu fiquei bastante feliz em caminhar no vale até o pé do glacier.

A paisagem é impressionante.

Queenstown

Se você for escolher uma única cidade para gisitar na Nova Zelândia tem que ser esta. Foi onde eu passei mais tempo e foi perfeito.

É uma cidade cosmopolita que recebe gente do mundo inteiro. Todo mundo tem um sotaque. Ficamos no hotel Rees que tem uma vista linda e fica no lago onde eu sempre ia no final da tarde para um mergulho gelado.

Tenho amigos ficaram no Matakauri que é mais sofisticado e adoraram. Aqui o programa é fazer passeios de bicicleta, bungy jump , kaiac no rio e uma lista enorme de aventuras que vão depender do seu desejo por fortes emoções.

Muitos restaurantes excelentes: Amisfield, Rata, Botswana Butchery, Atlas, Ferg Burger, Madame Hoo e a ótima sorveteria Patagonia.

Cooking To Go

Cooking To Go

Canapés (25 unidades)

Samosas de cordeiro em massa filo

R$ 140.00

Samosas de haddock em massa filo

R$ 140.00

Croquete de maminha, queijo gruyere

R$ 125.00

Seleção de mini sanduiches

R$ 140.00

Mini burguer de picanha, molho bernaise

R$ 140.00

Mini croque monsieur

R$ 125.00

Rosas de salmão defumado, chantilly de aneto, blinis tradicionais

R$ 190.00

Snacks (1/2 kg)

Sables de grana padano

R$ 90.00

Grissinis artesanais de ricota e ervas

R$ 90.00

Crispies de batata doce e flor de sal

R$ 90.00

Saladas especiais (1/2kg)

Salada de mini brotos e ervas, vinagrete de laranja lima

R$ 170.00

Salada marroquina de grao de bico

R$ 170.00

Nossa salada Caesar, parma crocante

R$ 170.00

Principais (para aproximadamente 06 pessoas, 1kg)

Picadinho clássico

R$ 480.00

Medalhão de mignon em crosta de ervas, molho roti, perfume de trufas

R$ 480.00

Peixe, crosta de brioche, molho de estragão fresco

R$ 480.00

Tirinhas de frango organico, molho de mostarda em gão

R$ 385.00

Camarão thai

R$ 480.00

Brandade de bacalhau, nuvem de batata palha

R$ 385.00

Acompanhamentos ((para aproximadamente 06 pessoas, 1/2kg)

Purê de banana da terra

R$ 110.00

Mix de arroz de jasmim e selvagem

R$ 110.00

Ratatouille, crumble de miga

R$ 110.00

Farofa de castanhas

R$ 110.00

Mousseline de batata e açafrão

R$ 110.00

 

Nossas massas artesanais  (para aproximadamente 6 pessoas, 1kg)

Caneloni de cogumelos, molho de palmito pupunha, perfume de trufas

R$ 285.00

Ravioli de burrata, raspinhas de limão siciliano, coulis de tomates frescos

R$ 285.00

Ravioli de queijo fontina, molho de mascarpone, crumble de biscoito de amendoas

R$ 285.00

Quiches (12 fatias)

Queijo de cabra e mini espinafre

R$ 170.00

Palmito pupunha e ervas

R$ 170.00

Legumes sem glúten

R$ 210.00

Tortas e bolos

Torta Fondant de chocolate Belga

R$ 180.00

Cheesecake de morangos frescos e seu coulis

R$ 180.00

Torta de maçã Arpege

R$ 180.00

Caldas (250 ml)

Chocolate belga meio amargo

R$ 65.00

Creme ingles com Fava de baunilha

R$ 65.00

Nutella

R$ 65.00

Doces (25 unidades)

Seleção de Macarons

R$ 140.00

Pirulito de brigadeiro caramelizado

R$ 140.00

Tartelette de limão e merengue

R$ 140.00

Tartelette de caramelo salè

R$ 140.00

Por favor, consulte nossos valores sobre equipe de cozinha e salão

Contatos: Lana Moura / Roberto Moura

Horário: 10:00h às 19:00h

contato@cookingbuffet.com.br

Taxa de entrega opcional (Zona Sul): R$ 80.00

Pedido mínimo: R$ 600,00

Serão acrescidos 16% impostos ao valor total da nota

Grécia

Por Adriana Mattar

Sempre me pergunto porque mesmo eu gosto de viajar tanto. E quando chego em um lugar que me transforma por dentro eu me lembro da resposta. A Grécia foi assim.

Viajar para mim tem a ver com encontrar pessoas, trocar conhecimentos, explorar outras culturas, me emocionar com novas paisagens…

Ver como o sol se põe diferente em outras partes do planeta, sentir o cheiro do lugar que não é o nosso, ouvir uma língua que eu não entendo, me encantar como ela se escreve tão diferente e mais tantas outras coisas que não cabem em palavras, que são apenas sentidas e quando chega nessa parte é quando eu percebo que viajar é essencial para mim.

Como alguém já disse : o olhar tem que viajar. Eu digo que a alma tem que passear.

Santorini

A cidade é de tirar o fôlego.

No sentido de deixar a gente impressionado e também em nos cansar com os milhares de degraus. Santorini é para os fortes. Mas encontre a sua versão valente e vá.

O que é bom saber:

Leve malas pequenas e leves se conseguir ser mais esperto do que eu e claro suas havaianas e um chapéu para proteger do sol.

Os táxis são  dificílimos. Combine transfer com o hotel sempre ou ande à pé.

O pôr do sol é imperdível. Dizem que o mais bonito do mundo, então se organize para estar no lugar certo nesta hora.

Entenda que não há praias, o acesso ao mar é de barco ou mergulhando das rochas. O mar é cor de azul profundo.

Dá para fazer um passeio curto e não muito caro de 1h e se divertir. Eles servem bebidas mas não esqueça de levar toalha. Segue o que usamos e funcionou: www.santoriniyachtingclub.com

Para sair de Santorini para Mykonos usamos o Ferry boat da linha Helenic Seaways, High speed 4, sensacional. Muito confortável a primeira classe.

Os melhores hotéis são o Kirini, Relais Chateau, mais tranquilo e espetacular e o Katikis, ambos do mesmo dono.

Restaurantes que achei bons: o do hotel Kirini é excelente, Ambrosia mais chique e romântico, Pelecanos e Skalla mais animados e locais.

Aqui se escolhe o restaurante com a vista mais incrível pois este afinal é o prato principal.

Os mykonians 

Como dizia o guia que eu levei para lá, você pode achar Mykonos barulhento, turístico e caro, mas saiba que você vai voltar. É isso. Tem que entrar no espírito de alegria relaxada para achar graça dessa cidade especial.

Gente do mundo todo vem para cá atrás do sol energizante, a água transparente, a comida fresca e o espírito alegre de quem está sempre dançando e cantando. Nunca vi nada parecido. Uma gente feliz.

 

Algumas coisas para saber antes de ir:

Alugue um carro. Há apenas 13 taxis na ilha inteira. Coisa de grego. Uber aqui faria muito sucesso.

Escolha bem a praia que quer ir e faça uma reserva das sunbeds, caminhas com guarda sol,  preste atenção que os preços podem variar conforme a localização, primeira fila é disputada e pode custar mais, claro.

Tudo funciona incrivelmente bem. Nada a ver com as nossas praias brasileiras bagunçadas. Marque para chegar por volta do meio dia, depois tem sempre um ótimo restaurante na frente que você também deve reservar com antecedência para às 16h, deixe  suas coisas na praia que você jã pagou e volte depois para relaxar até o pôr do sol que no verão acontece por volta de 8:30h.

Peça um ice capuccino.  Eles dão toalhas e tem ducha no restaurante. Perfeito.

Os restaurantes costumam ter DJs  e as pessoas terminam as refeições dançando em cima das mesas.  O melhor é quando tocam música grega.

O lugar que achamos imperdível foi o Spillia. Sensacional. Lagostas preparadas na hora e mantidas em um viveiro.

Tudo lindo. Solymar também muito bom, comida mediterrânea, peixes frescos preparados na brasa.

Monarch, na mesma praia também é ótimo.

Para jantar o mais bacana é ir à cidade. Adorei o Interni.

Ficamos no Mikonos Blu que tem sua própria praia. E também oferece transfer de cortesia. Os concierges são bem treinados e o restaurante é excelente. Mas é um hotel etilo resort e talvez você prefira um local mais calmo.

Atenas

Vim aqui apenas por um dia.  Queríamos conhecer um pouco da história da civilização grega que é o começo da história de todos nós.

Adorei meu tour à pé . Vá com chapéu, sapato baixo e entusiasmo para aprender muito em pouco tempo.

O museu de Acrópolis está entre os dez melhores do mundo. A gente anda por cima de um vidro olhando para as antigas ruinas. Demos sorte de arrumar um guia que, soubemos depois, era professor de arqueologia e nos encheu de detalhes fascinantes.

Ficamos no clássico e perfeito Hotel Grande Bretagne, que tem uma vista linda para a Acrópolis e o Parlamento. A piscina é deliciosa.

O restaurante no topo do hotel do lado e do mesmo lado, King George, serve comida grega moderna muito boa e uma vista deslumbrante especialmente à noite quando a Acrópolis fica toda iluminada.

Aproveite para ir na hora do pôr do sol.

Viena

Por Adriana Mattar

Viena é  uma cidade imponente, onde nós ficamos sempre olhando para cima. As construções impressionam e mostram a importância que teve o império Austríaco.  O povo é muito cordial e fala inglês na sua grande maioria.  Posso descrevê-los como alemães mais simpáticos e calmos.

Tem sempre uma música clássica tocando ao fundo nos lugares. É uma cidade de livros e de música. Gostei de visitar a Casa de Mozart e mergulhar na fascinante história da sua vida.

O ideal é ir na temporada dos concertos de música. Eu não dei essa sorte.

A cozinha austríaca é deliciosa e o ponto alto são os bolos. Eu comi a célebre Sacher Torte de chocolate com geléia de damasco todos os dias , inclusive no café da manhã e estou levando três embaladas para presente.

O strudel de maça é servido quente com creme.

O vinho Riesling acompanha muito bem a salada de batata com mostarda e o shinitzel de vitela.

Os museus sozinhos já valeriam a viagem. Só não visite todos no mesmo dia como eu fiz.

O Belvedere abriga as obras de Klimt e Schile e é de arrepiar ver tudo reunido na mesma sala.

Leopold e Mumok ficam no mesmo lugar. A arquitetura é moderníssima e linda. Tire um tempo longo para explorar tudo.

Museu Freud é legal para quem gosta do assunto como eu e se emociona em ver onde ele escreveu seus livros e criou a psicanálise que conhecemos.

Para anotar:

Gerstner

Confeitaria clássica que serve sorvetes maravilhosos, experimente o de laranja com canela e limão com champagne. Em frente à Opera House.

Steirereck

Está em número 15 da lista dos melhores do mundo. A comida é deliciosa e leve, lugar lindo no meio de um parque de árvores altas,  mas serviço bem formal , nos servem de luvas brancas, tem que estar no clima, eu adorei. O cardápio mostra a cozinha austríaca moderna.

Restaurante do Hotel Sacher

Amei sentar na pequena varanda fechada e admirar a vida vienense passando pelas antigas janelas. Tudo é muito bom e tradicional e pode–se almoçar tarde.

Zum Weiben Rauchfangkehrer

Adorável, típico, barato e com uma comida primorosa.

Me hospedei no Sacher Hotel e amei. Eles têm transfer de cortesia para o aeroporto, cuidado para não pagar sem necessidade.

E pegar taxi é muito fácil, apenas Mercedes muito chiques com motoristas bilíngues e silenciosos. Esses são os normais.

 

 

Quando em Veneza…

Por Adriana Mattar

Fuja do verão, ao contrário do que eu fiz, o calor tão forte , de quase 40 graus atrapalha, claro.

Se puder ir na época da Bienal será perfeito. É sensacional. Levam arte  muito à sério aqui nessa cidade.

Pesquise os pequenos restaurantes familiares, mais simples, para comer divinamente.

Foram as minhas mais acertadas descobertas.

Mas claro que tudo depende de escolher também o prato que fazem melhor em cada lugar e de ser bem atendido para nos sentirmos bem vindos. Estes dois fatores mudam tudo.

Se entenda logo com o vaporeto, compre o passe de vários dias e ande por toda a cidade com ele. As famosas gôndolas e também as lanchas são ridiculamente caras. Demorei para entender isso.

 

Vá de havaianas ou tênis, na minha opinião os únicos sapatos que aguentam tanta caminhada. Lembre-se: não há carros aqui.

Suba na Torre da Piazza San Marco e veja Veneza de cima, incrível! Tente ir na hora do pôr do sol. E não se preocupe, subimos de elevador e não escadas para meu desapontamento.

A Basílica é impressionante. Mas para evitar as longas filas compre uma entrada preferencial pela internet. Eu só descobri isso depois de ficar mais de 40 min na fila… Na próxima vez aprendi: venetoinside.com . Não deixe de visitar também lá dentro o pequeno museu meio secreto e a tumba de San Marco , ambos pagando à parte. Se for possível vá entre 11:30 e 12:30 quando acendem todas as luzes e dá para ver ainda melhor o fantástico mosaico. E pegue o áudio guide, ou contrate um guia para explicar toda a história.

Os pratos imperdíveis: gelato, gelato e gelato… melhores eu achei de limão sempre, espresso, melancia, morango  e caramelo…

Depois : carpaccio verdadeiro de carne, tartare de atum, risotos, tagliolini, berinjela à parmegiana, lasagna, vitela a milanese, sanduíche e croquete do Harry’s Bar e tiramisu de todas as formas.

Para não deixar de beber:  os vinhos do Vêneto, Francia Corta, o espumante melhor que o Prosecco pois é feito no método charmat. E  Bellini e  Limoncelo.

A listinha dos restaurantes que mais gostamos: Al Paradiso, Alle Testiere, Vini da Gigio e Osteria Santa Marina.

Também muito bons: Da Fiore, Harry’s Bar, o Cip’s Club do Cipriani e a Trattoria Do Forni.

E para um café com Bellini e sorvete: Café Florian , Café Quadri, Terraza Danieli

Passeios muito legais:  Fundação Peggy Guggheihem, andar na Piazza San Marco à noite e ouvir os músicos tocarem sem a multidão de turistas ,a  Galleria dell’Academia e o Palazzo Ducale.

Os hotéis mais interessantes que vi foi o Cipriani e o Gritti, nós ficamos no tradicional Danieli que é lindo e onde eu tinha me hospedado há quase duas décadas atrás. Mas achei muito tumultuado dessa vez, apesar dos quartos serem ótimos. Não ficaria lá novamente, de tão antigo e bonito, uma construção do século 13, virou ponto turístico.

Motorista de taxi boat :

Evan , é um holândes que cumpre o que combinamos e fala bem inglês, +39 3284822955

 

 

 

Praha, é assim que se escreve Praga por aqui

Por Adriana Mattar

Praga estava na minha lista há muito tempo. Mas como sabia que só poderia vir no verão deles acabei adiando. Com o tempo e alguma sorte a gente finalmente aprende a viajar direito. Eu ainda chego lá…

Então, Praga é linda! Fiquei com pena de ter demorado tanto para conhecê-la.  Só lembrava da Tchecoslováquia quando jogava War na minha juventude.  Agora se chama República Tcheca e Praga é sua capital. O país é um dos mais deslumbrantes da Europa do Leste.

Algumas noções básicas: falam tcheko, usam como dinheiro Coroa Tcheca e não o Euro o que é um pouco confuso. Saíram do regime comunista em 1989. Não precisa de visto. Tudo é muito antigo e essa é a graça. O nosso hotel, que eu me apaixonei, The Augustine,  faz parte de um grande  monastério ainda ativo construído no século XIII.

No elevador cruzei com o ator que fez o Ned Stark no seriado viciante Game of Thrones. Ele está hospedado aqui com uma grande equipe provavelmente atrás de locação. Descobrimos que muitos filmes são feitos aqui.

Esse é um lugar que vale a pena contratar um guia e fazer um tour à pé. Dá para andar o dia inteiro.

Passe muitas vezes pela Charles Bridge, em diferentes horas do dia. Vá uma vez bem cedo para vê-la vazia sem os turistas que são sempre muitos.

A cidade está dividida em Old town e Lesser town.

Não deixe de ir na fantástica Biblioteca de 33 mil livros antigos e pague um pouco mais para ter uma entrada privada,  o relógio astronômico que tem que ir no momento da troca da hora e quando visitar o menino jesus de Praga não deixe de ver o pequeno museu com as suas roupas históricas .

A comida local é boa, mas pesada. Vitela, porco, batata… o melhor de tudo achei o trdelink que é um pão doce com canela preparado na hora e servido bem quente.

Ah e não esqueça de beber muita cerveja , esse é o país que mais consome cerveja no mundo, são muitas diferentes e tratadas com o maior respeito.

Até o guardador de mala fala bem inglês e o povo é muito cordial e gentil. Dá vontade de voltar muitas vezes.

Os melhores hotéis que pesquisei são o Augustine e o Mandarin Oriental, ambos bem situados na Lesser Town .

Restaurantes sofisticados que comemos e mais gostamos, insista por uma mesa com vista e vá a tempo de ver o pôr do sol inesquecível:

Bellevue

Kampa Park

E para almoço bem típico e barato:

Plzenska Restaurace

Para um drink com sanduíche sensacional :

Augustine Restaurant and Bar 1887

Contato das ótimas guias que falam inglês:

Lucia

luciasmagnolia@gmail.com

Gabriela

gabzel@volny.cz

 

 

 

 

Cardápio Artesanal

 

NOSSOS PRATOS

BRANDADE DE BACALHAU, NUVEM DE BATATA PALHA, SALADA   R$49

PEIXE THAI, ARROZ JASMIM, FAROFA DE CASTANHAS   R$52

MIGNON EM CROSTA DE ERVAS, NHOQUE DE BAROA, FAROFA DE CASTANHAS   R$52

MAC N’ CHEESE, CRUMBLE DE MIGA   R$42

RAVIOLI ARTESANAL DE BURRATA, COULIS DE TOMATES FRESCOS,ZESTS DE LIMÃO SICILIANO   R$49

ESCONDIDINHO DE CARNE SECA DE PICANHA, CREME DE AIPIM E REQUEIJÃO DA FAZENDA, SALADA R$44

FOLHADO DE BRIE E DAMASCO, SALADA   R$36

SALADA MORNA DE QUINOA E COUVE FLOR   R$32

DIVERSÃO
NOSSAS PIZZETES (8 UN)   R$24

MINI CHEESE BURGUER, MOLHO BERNAISE (6 UN)   R$24

CREME BRULÉE DE QUEIJO DE CABRA, TOASTS DE FOCACCIA   R$24

PEQUENOS HOT DOGS DE SALSICHA BERNA (3 UN)   R$24

MINI CROQUE CLÁSSICO (8 UN)   R$24

BEIJUS DE TAPIOCA CROCANTE, CREME DE QUEIJO COALHO E FIO DE MEL (8 UN)   R$24

GRISSINIS DE POLVILHO   R$18

CHIPS HAND MADE BATATA BAROA   R$18

SOBREMESAS
TORTA DE MAÇÃ E NOZES   R$22,00

CHEESECAKE DE NUTELLA   R$22,00

CHEESECAKE DE MORANGO R$22,00

TORTA DE BRIGADEIRO MOLE   R$22,00

TORTA DE LIMÃO E MERENGUE   R$22,00

PAVE DE DOCE DE LEITE DA FAZENDA   R$18,00

SEM GLÚTEN
LASANHA DE LEGUMES VEGANA   R$42,00

QUICHE DE ALHO PORÓ, SALADA   R$ 36,00

BOLO DE PISTACHE, CALDA DE DAMASCO   R$22,00

TORTA CAPRESE DE AMÊNDOAS E CHOCOLATE   R$22,00

 

 

ACEITAMOS ENCOMENDAS

(21) 2512-9814

 

Momofuku Ko, NYC

Por Adriana Mattar

Sejamos aventureiros!

Momofuku Ko, NYC

Com esse nome a gente espera encontrar uma comida muito estranha. Mas não é. O Momofuku Ko é surpreendentemente normal e maravilhoso. Quando eu listei as coisas que eu não gostaria de ver no cardápio da minha degustação e mencionei que preferia não comer formigas, o chef riu e me tranquilizou dizendo que não haveria nenhuma formiga intencional naquela noite. Sim, eles também têm humor. E o menu de dez pratos é deliciosamente criativo.

Eu demorei vários anos, seis na verdade, desde a sua abertura,  para me empolgar a lutar por um lugar no disputado balcão de 12 pessoas. Consegui apenas para o último horário das nove horas que para mim aqui é tardíssimo, morro de sono, mas fui até o Village, bem acompanhada da Sofia, minha filha adolescente. E amamos cada minuto.

A turma do nosso lado não lembrava em nada o público frequente de restaurantes que cobram aqueles 125 dólares por pessoa. Eram todos jovens descontraídos e curiosos, tinha até um cara de boné. Todos pareciam obedientes, cientes do privilégio de estarem sentados ali, como em um grupo de sociedade secreta. Havia um sentimento sagrado no ar. E não é permitido tirar fotos. O que presenciamos ali será para sempre só nosso. O que parece estranhíssimo nos dias de compartilhamento imediato para validar nossas experiências. Aqui o que fará elas parecerem reais será apenas a nossa memória, como antigamente, lembram?

Be adventurous! (Sejam aventureiros!) nos propôs a chef . Nem precisa convocar tanta audácia, na verdade. Eu que não gosto de montanha russa adorei a serenidade do menu. Aventura na medida certa. São três chefs que preparam tudo na nossa frente, como se estivéssemos em sua cozinha. Só que com ótima e alta música .

Essa deve ser da vaca bem cuidada, disse Sofia , minha filha, quando os viu grelhando meticulosamente uma carne toda marmorizada. Ela tinha razão, claro.

Tem dois pratos que nunca saem do cardápio: a lichia com foie gras ralado e o ovo perfeito com caviar, chips de batatinhas e shisô. Eles traduzem o desejo do criador David Chang, o novo Deus da cozinha, conforme a capa da revista Time, de nos oferecer pratos da moderna cozinha americana com geniais toques asiáticos. Como disse Virginia Wolf, alguém não pode pensar bem, amar bem,dormir bem se não jantou bem. Talvez a melhor refeição que eu consigo me lembrar de ter tido, e eu tive muitas… Nesta noite saí do pequeno Momofuku Ko pronta para ser feliz.

 

ABC Cocina e o futuro da gastronomia

Por Adriana Mattar

Demorei uma semana ligando todos os dias para conseguir reservar uma mesa. Consegui só no Brunch de sábado, 11:30 da manhã. E foi ótimo.

 

Já conhecia e gostava muito da ABC Kitchen ,dele também, mas tudo neste é diferente.

O mais novo restaurante do chef Jean Georges surpreende com sua energia vibrante, música alta e cozinha latina. Quem diria que poderíamos comer os melhores tacos, guacamoles e margarita não no México mas em NY?

A marca do consagrado chef pode ser notada na execução perfeita e sofisticada de cada prato e sua apresentação. E também na proposta moderna de cozinha sustentável e orgânica com foco mesmo nos melhores ingredientes.

Panquecas de côco, arroz de vegetais e salsa verde, tacos macios de cogumelos com mole e couve crocante, guacamole de ervilha fresca  com tortilhas feitas na casa, robalo ao molho de tamarindo e tomilho, churros com calda de damasco, prato de cookies incríveis , margarita de grapefruit…

O cardápio é meticulosamente construído para agradar a todos. Coisa de chef muito experiente que sabe das coisas. Faz todo mundo sair feliz, falar bem do lugar e querer voltar muitas vezes.

O decor é teatral e o staff é lindo, eficiente e interessante. Como ele consegue? Parecem artistas que foram escalados para uma produção da Broadway. Mas idealmente treinados para servir as mesas. Palmas para eles.

Já experimentamos recentemente a intensa celebração das cozinhas espanhola e escandinava. Precisamos urgente de uma novidade. Será a nova onda gastronômica , essa cozinha latina , saudável e sexy? Vamos ver. Eu adoro.